Conheça o T2 da Apple, o chip que bloqueia reparos de terceiros em seus produtos

0
556
Chip T2 da Apple irá travar produtos reparados em assistências técnicas não autorizadas
Chip T2 da Apple irá travar produtos reparados em assistências técnicas não autorizadas

O novo chip de segurança T2 da Apple, presente nos novos MacBook Pro, MacBook Air, iMac Pro e Mac mini, é essencial para muitos dos recursos que esses dispositivos oferecem, incluindo o “Hey Siri” e o Touch ID. Entretanto é também a treva que permite a Apple a manter controle rígido sobre seu hardware e ainda bloquear que os reparos sejam realizados por terceiros não autorizados.

O microchip T2 da Apple oficialmente confirmado pela empresa é quem o executa uma série de diagnósticos na primeira inicialização depois que um determinado componente foi modificado e se ele encontrar hardware não autorizado, ele coloca todo o dispositivo em um estado que não permite ser reparado.

Para escapar da trava, as peças de reposição devem estar dentro da rede da Authorized Service Provider – ASP e o técnico que executa os reparos necessita ainda executar uma ferramenta de diagnóstico de software à qual somente os centros ASP ou a Apple Store têm acesso. Esses são inicialmente os termos de acordo com o documento oficial da Apple.

Dentre os principais componentes inclusos na lista de proibição por assistências não autorizadas estão: placa lógica, caixa superior e ID de toque para o MacBook Pro e armazenamento flash para o iMac Pro.

Não se pode afirmar ao certo qual a verdadeira intenção da Apple com essas medidas, talvez seja apenas uma maneira de garantir que seus produtos sejam reparados apenas em assistências autorizadas Apple ou mesmo uma tentativa de monopolizar o mercado de reparos. Contudo o que mais preocupante é o fato da Apple não especificar desde quando “kill switch” estará ativo e quais serão os produtos que necessitarão do software de diagnóstico para ser executado após os reparos.