Seqüestrador de Olivetto é transferido para presídio no PR

0
183

O chileno Maurício Hernandez Norambuena, condenado a 30 anos de prisão pelo seqüestro do publicitário Washington Olivetto, em 2001, foi transferido neste sábado para o presídio federal de Catanduvas (PR), segundo a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) de São Paulo.

Ele chegou ao aeroporto de Cascavel em um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) usando uniforme de presidiário e algemado.

Em novembro de 2006, Norambuena havia sido transferido do RDD (Regime Disciplinar Diferenciado) do presídio de Presidente Bernardes (589 km de SP) para o regime fechado e de segurança máxima da penitenciária 1 de Avaré (262 km de SP).

Há suspeita de que Norambuena é colaborador de facções criminosas. O chileno teria ensinado, na cadeia, táticas de terrorismo para outros presos.

"Comandante Ramiro", como é chamado, estava em Presidente Bernardes desde março de 2002. No Chile, Norambuena foi condenado à prisão perpétua duas vezes em 1992. Ele fugiu da prisão em 1996.