DestaquesGoiás

Goiás avança no cenário econômico e se torna referência para o Brasil

Goiás passou a liderar estatísticas e programas nas áreas da saúde, educação, cultura, segurança e infraestrutura. O Estado cresceu 10 vezes, desde 1999, nos quatro mandatos do governador Marconi Perillo. O PIB goiano, que é a soma de todas as riquezas produzidas, saltou, no período, de R$ 17,4 bilhões para R$ 178 bilhões.

A balança comercial, por sua vez, cresceu mais de 20 vezes no mesmo período, passado de 384 milhões de dólares para aproximadamente 8 bilhões de dólares. O número de países com os quais Goiás mantém negócios, passou de 50, em 1998, para 145, em 2015. O resultado positivo é reflexo das reformas feitas pelo governo de Goiás, do intercâmbio com outras nações, dos investimentos em educação, saúde, segurança, e das obras de infraestrutura que serviram de alicerce para que Goiás pudesse crescer com segurança, seguindo, sempre, uma reta ascendente.

“Ao longo do tempo eu fui estabelecendo compromissos e prioridades; e fui cumprindo, resgatando, uma a uma”, diz Marconi. “Goiás vai comandar a Região Centro-Oeste do país. Esse momento de crescimento da economia mundial tem que partir da região central do país, que está mais afinada com a realidade. Para 2038, nós cremos que Goiás poderá estar entre os cinco estados brasileiros mais competitivos do país, dobrando a renda do trabalhador”, afirma o diretor da Marcroplan, Cláudio Porto.

Porto destaca que “Goiás passou por profundas transformações, e tem as condições necessárias para manter esse ritmo e proporcionar um grande crescimento nos próximos 20 anos”. Goiás acumula saldo positivo de 47 mil empregos de janeiro a setembro de 2017. “Goiás gerou quatro vezes mais empregos que a média brasileira nos primeiros nove meses do ano. O Brasil gerou 208 mil e Goiás, sozinho, 47 mil empregos”, afirmou Marconi Perillo. O salário médio real de admissão foi de R$ 1.478,52, o que representa um aumento real de 5,59% ante mesmo mês do ano passado (R$ 1.400,19).

data center 1Na área da tecnologia, Goiás vem se tornando referência no país e sela essa posição ao investir R$ 10 milhões no maior Data Center da América Latina, com capacidade de armazenamento de 1 petabyte, processamento de 10 terabytes, 38 servidores físicos e 600 virtuais, e controle de acesso biométrico 24 horas/dia. Para o governador, seu governo tem compromisso com a modernidade e o resultado disso é a melhoria dos serviços prestados ao cidadão, com eficiência e redução de custos. “O resultado disso é a melhoria dos serviços prestados ao cidadão, eficiência na gestão pública e a redução de custos”, ressalta Marconi.

Cheque Mais Moradia
A Agência Goiana de Habitação (Agehab), responsável pelo programa Cheque Mais Moradia, que inspirou o Cheque Reforma, do Governo Federal, vem recebendo prêmios nacionais e reconhecimento internacional pelos resultados alcançados. O Cheque Moradia, maior programa habitacional da história de Goiás, foi criado no segundo governo de Marconi, em 2003, hoje se tornou o “Cheque Mais Moradia e está sendo executado desde 2011”, destaca o presidente da Agehab, Luiz Stival.

Transformar o Estado em referência nacional no consumo e geração de energia solar. Esse é o objetivo do Programa Goiás Solar, lançado em fevereiro deste ano pelo governador Marconi. Inédito no país, o programa é executado por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima).

O objetivo é levar o Goiás Solar a todas as regiões do estado, fomentando o uso de energia solar em áreas urbanas e rurais, aumentando a participação desse tipo de energia na matriz energética, trazendo maior segurança aos consumidores e diversificação no atendimento à população e empresas da região e, principalmente, contribuindo para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.

O governo inovou também ao lançar o projeto Casa Solar, de geração de energia solar fotovoltaica, implantado pela Agehab em dois residenciais nos municípios de Pirenópolis, Alto Paraíso e agora em Palmeiras de Goiás e Caçu.

Goiás na Frente Social
No lançamento do programa Goiás na Frente Social – Terceiro Setor, o Renda Cidadã, lançado por Marconi Perillo em seu primeiro mandato, em 1999 foi ampliado e reajustado e serviu de inspiração para o Governo Federal criar o Bolsa Família. O programa passa a atender 100 mil famílias. O benefício foi reajustado de R$ 80,00 para R$ 100,00. “Nós temos um cadastro de 104 mil famílias no Renda Cidadã. Antes, eram 70 mil. Agora, nós vamos atender todas as famílias vulneráveis de Goiás”, frisou Marconi.

A meta do governo com o Goiás na Frente Social é zerar, até o final 2018, o número de famílias em situação de vulnerabilidade social no Estado. Marconi lembrou que o Goiás na Frente Social “se torna, agora, o maior programa social do Brasil”.

Criado em 2002 pelo governador Marconi Perillo, em sua primeira gestão à frente do Estado, o Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer) chega aos 15 anos com mais de 394 mil atendimentos e mais de 13,8 milhões de procedimentos, números que colocam o hospital como referência no Brasil.

A atleta Rayane Sena, paciente do Crer, foi entrevistada no dia 7 de novembro (2017) no programa Encontro com Fátima Bernardes, da Rede Globo. Na ocasião, ela falou de sua recuperação com a equipe do Crer após sofrer um acidente de moto que provocou a perda da perna direita. A atleta contou que só teve coragem de usar saias e vestidos e mostrar a prótese após o trabalho de estampa, feito com muito capricho pela equipe do Centro de Reabilitação. “Todo o atendimento é inteiramente gratuito”, reiterou a Fátima Bernardes.

Para Marconi, o Crer “é um sonho que eu venho alimentando desde quando era deputado, ao ouvir o clamor de pessoas por um hospital nos moldes do Sarah Kubitschek, de Brasília. Quando governador, mesmo sem dinheiro, com o empenho da primeira-dama Valéria Perillo, nós começamos a construção do Crer”.

CNH Digital
O pioneirismo de Goiás na criação da CNH Digital é destaque na imprensa nacional. O Estado foi o primeiro do país a adotar a Carteira Nacional de Habilitação Digital (CNH-e). A escolha foi feita pelo Ministro das Cidades, Bruno Araújo. Ele explicou que Goiás foi escolhido devido a “eficiência que o Denatran enxerga no Detran de Goiás”.

A notícia teve grande destaque na mídia nacional: Exame (Editora Abril), G1, Estadão, UOL, Terra, Serpro, Folha de São Paulo, canais do YouTube, televisões, Brasil Caminhoneiro, Folha do Estado, Diário de Goiás, A Redação. Presidente do Detran/GO, Manoel Xavier enfatizou que “essa é uma tecnologia que veio para revolucionar o relacionamento do setor público com o cidadão. Temos avançado muito no sentido de acompanhar as demandas sociais e já contávamos com o processo de habilitação 100% digital, sem uso de papel ou processo físico”.

Cultura e educação
O Estado de Goiás se destaca no cenário nacional, também, pelos investimentos em educação e cultura. Na área da educação os professores tiveram reajuste salarial de até 34% e passaram a receber auxílio alimentação de R$ 500,00, estão sendo construídas Escolas Padrão Século XXI, salas de aula estão sendo climatizadas, a Rede Itego está presente em todas as regiões do Estado com cursos profissionalizantes e estudantes são beneficiados com a gratuidade do transporte público, entre os principais benefícios.

“Em quatro anos deste mandato, deverão ter sido inauguradas 62 escolas, o que é um recorde”, frisou a titular da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte, Raquel Teixeira.

Goiás está entre os cinco estados brasileiros que mais investem em cultura no país, totalizando, para 2017, cerca de R$ 60 milhões por meio dos principais mecanismos de fomento ao setor em Goiás, o Fundo de Arte e Cultura (FAC) e o Programa Estadual de Incentivo à Cultura (Lei Goyazes). A secretária da Educação explicou que, “com a crise fiscal, a área que primeiro sofre cortes é a da cultura, mas em Goiás foi diferente”, afirma.

“Nós temos investido até mais do que em anos anteriores. Esse ano foram R$ 40 milhões só Fundo de Cultura, R$ 9 milhões da Lei Goyazes e já foi aberto essa semana o novo edital da Lei Goyazes, com mais R$ 10 milhões. Todas essas ações são fruto do investimento continuado do Governo do Estado”, afirma Raquel.

Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás

Mostrar mais

Posts relacionados

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker