Dieta mediterrânea diminui o risco de Doença de Alzheimer em 40%

0
227

A dieta do Sul da França, Itália e Espanha, rica em azeite de oliva e vinho tinto, além de peixe e frutas, é conhecida por sua proteção contra as doenças cardiovasculares e a hipertensão arterial; porém, pela primeira vez, ela demonstrou efeitos benéficos contra a doença de Alzheimer. Pesquisadores acompanharam 2.258 indivíduos idosos de Nova Iorque, avaliando a sua história clínica e neurológica, e analisando a sua função cognitiva. Após 4 anos, 262 dos participantes foram diagnosticados com a doença de Alzheimer. Uma análise da dieta dos participantes mostrou, que aqueles que eram mais fortemente adeptos da dieta mediterrânea, tinham o menor risco para desenvolver a doença de Alzheimer, com uma diminuição de 40% neste risco. Aqueles que seguiam a dieta parcialmente tiveram uma redução de 15 a 20% no risco. Segundo os pesquisadores, os resultados dão suporte à idéia de que ingerir uma dieta combinada de frutas, vegetais e peixe possa ser um fator de prevenção da demência. O estudo foi publicado na edição online da revista Annals of Neurology.