A 100 dias da Copa, Felipão tem base montada e confiança dos torcedores

Seleção deve ter no Mundial mesmo time campeão da Copa das Confederações (Foto: Agência AP)Faltam 100 dias para a Copa do Mundo, e a lista de Luiz Felipe Scolari para o torneio que será disputado no Brasil está praticamente fechada. Restam pouquíssimas vagas (ou dúvidas) na cabeça do comandante canarinho: o terceiro goleiro, o primeiro volante reserva e, quem sabe, um atacante ou mais um meia. Respostas que serão dadas no dia 7 de maio, numa casa de shows no Rio de Janeiro, onde Felipão divulgará o grupo definitivo dos atletas que vão representar o país a partir de 12 de junho, na abertura do Mundial, contra a Croácia, em São Paulo.

Certo mesmo é que a pouco mais de três meses do torneio, o Brasil tem uma base e a renovada confiança dos torcedores, principalmente pelo título da Copa das Confederações, conquistado no ano passado com uma categórica vitória por 3 a 0 sobre a Espanha, atual campeão do mundo. E a tão pouco tempo do Mundial, o trabalho de Felipão agora é de manutenção e raríssimas observações. Desde que assumiu o comando do time, em dezembro de 2012, ele chamou 52 jogadores, e Neymar foi quem mais atuou: foram 1.591 minutos em campo.

Grupo quase fechado

O número de atletas testados por Felipão foi suficiente para o treinador ter os 23 nomes que vão ao Mundial e mais algumas peças de reposição por conta de alguma eventualidade – lesão ou deficiência técnica.
No gol, por exemplo, foram apenas quatro nomes chamados por Felipão. Julio César, que jogará constantemente a partir de agora, após acertar a sua ida para o Toronto F.C, da Major League Soccer (MLS), e Jefferson, do Botafogo, vão disputar a Copa. A última vaga está entre Diego Cavalieri, do Fluminense e terceiro nome na Copa das Confederações, e Victor, do Atlético-MG. Enquanto o primeiro disputou duas partidas (180 minutos em campo), o outro foi titular em apenas um confronto.

As laterais também estão bem definidas. Dois podem ser considerados certos no Mundial: Daniel Alves e Marcelo. Maicon e Maxwell estão à frente dos concorrentes. Filipe Luís, reserva nas Confederações, e Rafinha se tornaram as opções caso ocorra algum problema. A tendência é que o jogador do Bayern de Munique tenha a oportunidade de atuar alguns minutos no jogo desta quarta-feira, contra a África do Sul.
Na defesa, três nomes já estão escolhidos: Thiago Silva, Dante e David Luiz. Uma vaga está em aberto. Ao longo do trabalho, além dos citados acima, Felipão chamou outros seis atletas: Dória, Henrique, Réver, Marquinhos, Dedé e Miranda. O zagueiro do Cruzeiro foi quem mais atuou: três jogos (222 minutos).

 

O meio de campo é outro setor que pode ter uma dúvida ou outra. Ramires e Paulinho são nomes certos no Mundial. Hernanes passou a ser dúvida. Fernandinho, convocado pela primeira vez para o duelo contra os africanos, virou concorrente de peso. Luiz Gustavo, como primeiro volante, é titular de Felipão. Mas quem é o substituto? Fernando perdeu espaço, e Lucas Leiva é o favorito.
Na armação, Oscar é titular de Felipão. Agradou bastante o treinador no período de preparação e só não veste a camisa 10 porque Neymar já arrebatou o número consagrado por Pelé. Certo também é que Kaká e Ronaldinho Gaúcho, campeões com Felipão em 2002, dificilmente estarão na Copa do Mundo. Enquanto o jogador do Milan participou de apenas 106 minutos, o atleta do Atlético-MG esteve em campo por 213.

No ataque, só um problema de lesão muda a ideia de Felipão. Fred e Jô são os centroavantes. Neymar é a referência. Hulk também está garantido. Bernard venceu a disputa com Lucas Moura, do Paris Saint-Germain, para ser o xodó do comandante canarinho na competição. Quem surgiu de última hora e praticamente carimbou o passaporte foi Willian, do Chelsea.

 

Fonte: Globo Esporte

 

Comentários

Comentários